Se apodera a música

Crava seu fim e começo

No tempo vazio

 

 

A música conta

Um verso               corta                         o espaço

O indefinível

 

 

“O olho macio”

Devaneia um cão negro

Rolando na neve

 

 

Rolando na neve

Um cão negro devaneia:

“O olho macio”

 

www.000webhost.com